Chefe da Banda (Fundador)

José Gonçalves de Freitas

Nascido a 27 de Agosto de 1884 em Câmara de Lobos precisamente no sítio do Caminho Grande e Ribeira d’Alforra, iniciou a sua Formação Musical na Banda Recreio dos Lavradores (Banda Municipal de Câmara de Lobos) pelo Sr. Noronha no instrumento de Requinta.

Após alguns desentendimentos no seio da Banda Recreio dos Lavradores, José Gonçalves de Freitas com mais alguns elementos, resolveram abandonar esta colectividade.

É então que, em 1 de Dezembro de 1910, José Gonçalves de Freitas fundou a Filarmónica Recreio Camponês (actual Banda Recreio Camponês) com aproximadamente 12 elementos.

O Fundador, que apesar da sua tenra idade (26 anos), era um homem muito estimado e respeitado, não só pelos elementos da sua Filarmónica como pelos muitos simpatizantes desta.

A morte surpreendeu-o a 30 de Novembro de 1913, quando tinha apenas 29 anos.

Chefe da Banda

João Ornelas de Abreu

Nascido a 19 de Dezembro de 1898 em Câmara de Lobos no Sítio do Ribeiro d’Alforra e Fonte Garcia, iniciou a sua Formação Musical aos 11 anos na Banda Recreio Camponês alguns meses após a sua fundação, com o Maestro José Gonçalves de Freitas.
O seu primeiro instrumento foi o Flautim, alguns anos depois passou a tocar Clarinete. Aprendeu também a tocar Violino, com o Sr. Guilherme Nuno (Chefe BRC 1915-1918). Mais tarde tocou em inúmeras festas religiosas em diversas igrejas do Arquipélago.

Aos 20 anos de idade, foi escolhido pelos músicos e simpatizantes para ser Chefe da Banda Recreio Camponês. Continuou à frente dos destinos da Banda até 1972, sendo assim Chefe sem interregno, ou seja, durante 54 anos.

Durante estes anos foi o “Mestre Ornelas”, como era tratado, que fazia todo o trabalho relacionado com esta colectividade: era Maestro, Professor, Copista, desempenhava ainda todas as funções de Presidente, Secretário e Tesoureiro.

Em 1972, a sua saúde e a avançada idade levaram-no a entregar a chefia da Banda a um seu pupilo, João Figueira Quintal.

Faleceu a 2 de Fevereiro de 1985.

Chefe da Banda

João Figueira Quintal

Nascido em 1934, no sítio do Ribeiro Real, da freguesia de Câmara de Lobos, descendente duma família de longas tradições musicais.

Foi executante de Saxofone, passando posteriormente para requinta e clarinete.

João Figueira Quintal iniciou a sua carreira musical aos 15 anos de idade, passou a ser músico profissional aos 20 anos de idade quando ingressou na Banda Militar em 1955. Após o seu ingresso na Banda Militar, foi concorrendo aos diversos postos da hierarquia militar, até o posto de Sargento-Chefe, executante em clarinete.

Foi também estudante durante vários anos na Academia, actual Escola das Artes, tornando-se, também bom executante em violino, tanto na Orquestra de Câmara da Madeira, de que é elemento, desde a sua fundação, como em em música sacra, abrilhantando as festas religiosas, nas diversas igrejas do Arquipélago da Madeira.

Em 1972 começa a chefiar a banda até o ano 2000.

Chefe da Banda (actual)

Nélio de Freitas Silva

Nélio de Freitas Silva , nascido em 28 de Agosto de 1971 no concelho de Câmara de Lobos, iniciou a sua vida musical no ano de 1983 na escola de música da Banda Recreio Camponês e na Academia de Música da Madeira (actual Conservatório) no instrumento Clarinete.

Em 1989 ingressou no exército como voluntário, integrando a Banda Militar da Madeira. Concorreu ao Curso de Formação de Sargentos Músicos em 1990 integrando posteriormente o respectivo curso pertencendo nesse período à Banda Sinfónica do Exército como aluno.

Após concluído o curso com aproveitamento, regressa à Banda Militar da Madeira em 1992 integrando desde essa altura os seus quadros sendo actualmente 1º Sar. Músico.

Em 1998 é nomeado Subchefe da Banda Recreio Camponês e professor de música nesta Banda, passando para a sua chefia no ano 2000 após a saída do Sargento Chefe Quintal.

No ano 2003 frequentou com aproveitamento o Curso de Promoção a Sargento Ajudante.

No ano 2007 foi convidado pela Associação de Bandas da Madeira a dirigir dois concertos da Orquestra de Sopros da Associação de bandas.